Reciclando restos de serraria para diminuir custos e gerar lucro

Reciclando restos de serraria para diminuir custos e gerar lucro

Uma empresa do setor madeireiro do Equador com uma grande produção de tábuas de madeira para os setores de construção e movelaria estava gerando um grande volume de resíduos de madeira.

Visto que os restos de produção de serraria estavam gerando dificuldades no descarte, a empresa resolveu realizar a venda desses resíduos como matéria prima para reciclagem, porém, o rendimento financeiro pela venda dos resíduos era muito baixo, sendo apenas uma opção para compensar o trabalho de realizar o “descarte” dos resíduos.

Esta madeireira então passou a buscar outras soluções para lidar com os restos de madeira, mas agora de uma forma que o volume dos resíduos fosse reduzido e que houvesse maior rendimento na venda.

A solução veio por meio do uso dos restos de madeira para a produção de combustível sólido de biomassa, cavacos de madeira de alto valor calorífico e com taxa de queima uniforme. A empresa então buscou um picador de madeira que se adequasse a suas necessidades em termos de produtividade e mobilidade. O objetivo era que o picador pudesse manter uma alta produtividade para poder processar todos os resíduos de madeira gerados pela colheita florestal e pelo processamento de árvores na serraria, reduzindo o volume do material e agregando valor ao produto final.

Mas, seria possível realmente economizar e gerar lucro neste processo que envolveria adquirir novos maquinários?

 

Impressões de Uso e Resultados

Principais Vantagens

Reciclando restos de serraria para diminuir custos e gerar lucro

Para aproveitar todo o material produzido seria necessário picar o material produzido na floresta e o material produzido na serraria, então, para que fosse possível realmente economizar seria necessário que uma máquina apenas pudesse atender a demanda em ambos os locais. Por isso foi estabelecido junto a Lippel que o melhor equipamento seria um picador florestal móvel, que seria capaz de ser facilmente deslocado entre as florestas de madeira e também nas instalações da serraria.

Após considerar as necessidades de produtividade da empresa, foi apresentado o Picador Florestal Raptor 700 para estar trabalhando na serraria. Agora, por meio do picador florestal, a madeireira tem tido a oportunidade de reaproveitar completamente os resíduos de madeira produzidos durante a produção de tábuas de madeira. Os resíduos agora possuem muito menor volume do que antes e é vendido como combustível sólido de alto valor, tornando todo esse processo realmente rentável e lucrativo.

Máquinas Utilizadas Nesta Solução


Orçamentos, Pedidos ou Mais Informações

Toras
Galhadas
Árvores inteiras
Restos de Serraria
Madeira Reciclada

ENTRE EM CONTATO

  • +55 (47) 3534-4266 - Fábrica
    +(47) 3300-1222
  • atendimento@lippel.com.br
  • Horário de Atendimento
    Segunda à Sexta das 7h30 às 17h30
  • Rua Pitangueira, 733 Agrolândia - SC
    CEP: 88.420-000 - Fábrica

CONECTE-SE

  • Instagram
  • Facebook
  • Youtube
  • Linkedin
@LIPPEL 2021 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
  • Idioma - Português
  • Idioma - Inglês
  • Idioma - Espanhol
Lippel utiliza cookies para entregar uma melhor experiência durante a navegação Saiba mais »