Queimadores de biomassa

Geradores de Gases Quentes pela Queima de Biomassa

Queimadores de Biomassa A combustão (queima) de biomassa sólida se dá em sistemas chamados fornalhas ou queimadores, compostos pela câmara de combustão, grelha, ventiladores de ar, alimentador e cinzeiro.

Seu objetivo é converter a energia química do combustível em energia térmica, gerando assim os gases quentes que podem ser utilizados em secadores, aquecedores de fluido térmico, fornos, incineradores, caldeiras e em outras aplicações tanto para o uso industrial como doméstico.


Gaseificação de biomassa

Os queimadores de biomassa Lippel também são adequados ao processo de gaseificação da biomassa, processo antigo mas que atualmente tem um renovado interesse principalmente por causa da limpeza e versatilidade do combustível gerado (gás), quando comparado aos combustíveis sólidos.

A limpeza se refere à remoção de componentes químicos nefastos ao meio ambiente e à saúde humana, entre os quais o enxofre. A versatilidade se refere à possibilidade de usos alternativos, como em motores de combustão interna e turbinas a gás.

Um exemplo é a geração de eletricidade em comunidades isoladas das redes de energia elétrica, por intermédio da queima direta do gás em motores de combustão interna.

Outra vantagem da gaseificação é que, sob condições adequadas, produz gás sintético, que pode ser usado na síntese de qualquer hidrocarboneto.

Estes sistemas de queima são projetados de acordo com o tipo e com a qualidade da biomassa sólida disponível. As funções do sistema de combustão incluem:

  • Misturar o ar e o combustível;
  • Evaporar a umidade do combustível;
  • Elevar a temperatura do combustível;
  • Proporcionar uma combustão completa;
  • Criar turbulência para misturar os gases da combustão;
  • Conservar uma queima contínua do combustível.

  • Os queimadores de biomassa surgiram também como uma alternativa para o uso das energias renováveis em lugar dos combustíveis fósseis. Essa necessidade de grande demanda energética para a geração térmica combinada ao baixo custo dos bicombustíveis sólidos fez com que desenvolvêssemos uma serie de equipamentos apropriados para uma combustão eficiente dos mais variados tipos de biomassa.

    Para a queima com fluxo contra corrente, os combustíveis usados podem ser úmidos, variando em torno de 25 a 50% e o conteúdo de cinzas pode ser maior que 1 %. Para alimentação com rosca, combustíveis de formada granulométrica (em torno de 5 cm) e homogênea devem ser usados, como por exemplo, cavacos de madeira e serragem.

    Para combustíveis moídos, irregulares (lascas de até 35 cm de comprimento), sistemas hidráulicos de alimentação de combustíveis são aplicados. Com estes são aplicados uma gama de combustíveis como, cavacos irregulares e misturas com outros combustíveis, cascas, podas de árvores, madeira reciclada entre outros.

    Na queima em fluxo cruzado, combustíveis como pellets, briquetes, maravalha, serragem, cavacos de madeira com até 25% de umidade podem ser utilizados e o conteúdo de cinzas pode ser maior que 1%.

    Clique aqui para ver nosso catálogo de queimadores.