Projeto de Cogeração de Energia na Cooperativa COMIGO

A Lippel está finalizando um importante projeto de cogeração de energia utilizando cavacos de madeira e bagaço de cana como combustível.

A Cooperativa COMIGO (Cooperativa Mista dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano) surgiu no ano de 1974 devido à dificuldade dos produtores na aquisição de sacaria, óleo lubrificante e secagem de arroz.

Atualmente a Cooperativa COMIGO possui um complexo industrial onde produz óleo de soja, farelo se soja, fertilizantes, rações, produtos lácteos, suplemento mineral, sementes e sabão. Além disto, a cooperativa trabalha com revenda de equipamentos agrícolas e possui um centro tecnológico, onde são realizadas as suas pesquisas.

No decorrer do tempo a cooperativa percebeu a oportunidade de produzir sua própria energia e gerar economia, além de consumir energia limpa e de qualidade. Desta forma nasce a parceria entre a Lippel e a Cooperativa COMIGO, dando inicio à elaboração do projeto de cogeração de energia.

Os equipamentos utilizados para o desenvolvimento do projeto da cooperativa foram produzidos pela Lippel. Entre os sistemas utilizados neste projeto estão: recepção dos resíduos, picagem, classificação, movimentação, armazenagem e alimentação de caldeiras.

Entre os equipamentos que fazem parte do projeto de cogeração de energia da Cooperativa COMIGO estão o picador de madeira, o classificador de discos para classificação dos cavacos de madeira, a mesa de recepção para as toras, tremonhas do tipo redler e com rosca para recepção de cavacos de madeira, transportadores de correia, rosca varredora, silo horizontal, pátio de cavacos e pátio de bagaço de cana.

O processo produtivo para a cogeração de energia inicia-se com a trituração de resíduos de madeira, transformando-os em cavacos. Estes cavacos passam pelo classificador de discos, separando as frações muito pequenas que não servem para queima.

Em seguida o cavaco é transportado através dos transportadores de correia até o secador. Depois de seca, a biomassa segue através dos transportadores de correias até o silo de armazenagem ou é encaminhada diretamente para a caldeira, onde a biomassa será transformada em energia térmica ou elétrica.

 

Veja ao lado algumas fotos da instalação dos equipamentos.


Compartilhar