Picador Florestal exportado para grande indústria madeireira o Equador

Esta semana a Lippel realizou o envio de mais um picador florestal para uma das maiores industrias madeireiras do Equador. Esta empresa trabalha com um fluxo de processamento de toras de madeira muito grande, o que gera também uma grande quantidade de sobras do corte de tábuas ou mesmo cascas de árvores.

Para reaproveitar esta grande quantidade de sobra de madeira, a empresa adquiriu um picador fixo Lippel no ano de 2017, que passou a trabalhar na picagem de toda a sobra de madeira, produzindo cavacos de madeira que se tornaram uma fonte de renda extra para a empresa.

Este processo se tornou tão rentável que a empresa decidiu adquirir agora também um picador florestal modelo Raptor 700 em parceria com uma indústria fabricante de chapas de MDP para reaproveitar restos da colheita florestal, árvores que não seriam adequadas para a fabricação de tábuas ou mesmo o excedente de árvores, aproveitando todo este material para a produção de biomassa que será utilizado por esta empresa parceira na produção de chapas que são utilizadas na fabricação de móveis.

Graças a esta iniciativa este material que antes seria descartado agora é reaproveitado pela indústria, reduzindo a necessidade de colheita florestal para a produção da matéria prima para a produção de chapas de MDP, realizando um aproveitamento completo da madeira florestal.


Compartilhar