O aproveitamento de resíduos de biomassa

Geração de energia elétrica, combustíveis e calor a partir da biomassa, sendo usados principalmente: resíduos agrícolas, plantas e madeiras.

O conceito de resíduo para as entidades é tudo aquilo que pode ser agregado valor, gerando uma nova cadeia produtiva, ao contrário do lixo que são os resíduos que não possuem nenhum valor agregado.

Atualmente os recursos renováveis são responsáveis por 20% do abastecimento energético do planeta, sendo destes, 14% obtidos através da biomassa e 6% a partir de fontes hídricas. No Brasil a proporção energia consumida é de aproximadamente 35% proveniente de fontes hídricas e 25% de origem de biomassa, representando praticamente 2/3 do consumo elétrico brasileiro.

Pesquisadores calculam que se fossem recuperados um terço dos resíduos disponíveis seria possível produzir energia para suprir 10% do consumo elétrico mundial, ou ainda, com um programa, onde fosse feito um plantio especialmente para esta atividade, utilizando uma área de 100 milhões de hectares, seria o suficiente para atender a 30% do consumo mundial.

No Brasil, as necessidades energéticas atendidas pela biomassa são sob forma de lenha, queimada em padarias e cerâmicas, carvão vegetal, utilizado em fornos siderúrgico e em fábricas de cimento. No sul do país é utilizado carvão mineral e álcool na indústria química e bagaço de cana, que são utilizados para geração de vapor para produção de eletricidade.

O uso da biomassa para produção de energia elétrica ou vapor em caldeiras e fornalhas já é uma realidade no Brasil. Seu uso apresenta algumas vantagens quando comparado ao uso de combustíveis à base de petróleo, como: baixo custo de aquisição, não emite dióxido de enxofre, as cinzas são menos poluentes, causa menor corrosão nos equipamentos, possui menor risco ambiental, são recursos renováveis e as emissões não contribuem para o efeito estufa.

Saiba mais sobre geração de energia a partir da biomassa:


Compartilhar