Lippel desenvolve projeto para ampliação da eficiência térmica na Klabin

A Klabin é referência mundial no desenvolvimento sustentável e irá ampliar sua eficiência térmica reaproveitando seus resíduos gerados na produção do papel.

A Klabin é maior produtora e exportadora de papéis do Brasil, produz papéis e cartões para embalagens, embalagens de papelão ondulado, sacos industriais e madeira em toras. Fundada em 1899, possui atualmente 15 unidades industriais no Brasil e uma na Argentina. Está organizada em três unidades de negócios: Florestal, Papéis (papel cartão e papel kraft) e Conversão (papelão ondulado e sacos industriais).

Há alguns anos a empresa iniciou um estudo para avaliar a viabilidade de um projeto para a melhora da eficiência térmica em sua Unidade Otacílio Costa, em Santa Catarina. Neste projeto será possível dar um destino os resíduos gerados durante o processamento da celulose.

A solução desenvolvida pela Lippel prevê uma capacidade de processamento de 25 toneladas por hora de resíduos e a secagem de cerca de 85 toneladas de biomassa por hora, a fornalha geradora de gases quentes terá uma capacidade de 23.000.000 kcal/h. O processo de secagem da biomassa removerá 15% de sua umidade para que ela possa ser utilizada como combustível.

Com a diminuição da umidade da biomassa, esta passará a ter um maior poder calorífico, tornando-se um combustível melhor para queima. Desta forma, os resíduos gerados pela produção de celulose que costumavam ser descartados passarão a ser reaproveitados.

Os benefícios gerados com a ampliação da usina são: maior eficiência de queima e economia da caldeira com aumento do PCI do combustível, aproveitamento de resíduos como biomassa que atualmente eram descartados e serão utilizados como combustível, limpeza do pátio e dos resíduos de descarga de caminhões que antes depositados agora serão processados em regime continuo, diminuição do custo operacional de máquinas para movimentação dos resíduos, entre outras. 

Para o desenvolvimento deste projeto serão utilizados picadores de madeira para triturar os resíduos, moegas e esteiras transportadoras para fazer a armazenagem temporária e o transporte da biomassa, além do secador rotativo para a secagem da biomassa antes da queima. 

 

Veja ao lado algumas fotos dos equipamentos que irão compor o projeto da Klabin.


Compartilhar