Como realizar o tratamento de resíduos sólidos para a reciclagem seletiva

Com o aumento de produtos produzidos em indústrias, desde alimentos a outros itens de uso pessoal ou industrial, também aumentou o número de embalagens descartáveis e outros tipos de resíduos sólidos em forma de lixo.

Mas com o aumento da produção desses resíduos, também houve um aumento no conhecimento de como tratar esses resíduos para que sejam reaproveitados e tenham um impacto reduzido no meio ambiente.

Sobre o que vamos falar: Reciclagem

A reciclagem de materiais como metais, vidros, papéis, plásticos e resíduos orgânicos visa permitir o reaproveitamento desses resíduos sólidos para a fabricação de novos materiais, gerar energia ou a compostagem.

A reciclagem, além de promover a economia de recursos por meio da sua reutilização também promove uma grande diminuição do volume de lixo descartado em aterros sanitários, lixões, evita a queima de lixo, reduzindo assim o impacto causado ao meio ambiente.

Assim, a reciclagem constitui um fator socioeconômico muito importante. A coleta seletiva por exemplo é realizada por diversas empresas ao redor do país, gerando assim um maior número de empregos, também pode ser realizada a triagem de resíduos sólidos provenientes da coleta convencional, separando os diversos tipos de resíduos para a futura reciclagem.

O que se pode reciclar?

É possível realizar a reciclagem de uma grande variedade de materiais como metais, vidros, plásticos, madeira, espuma, papel, restos de podas e outros.

Esses resíduos podem ser provenientes de restos de produção em fábricas, lixo residencial ou mesmo a poda de árvores dentro das cidades.

Quais os primeiros passos para prosseguir com a reciclagem?

Primeiramente os resíduos devem ser separados por tipo, isso pode ser feito através da coleta seletiva ou por meio de usinas de triagem de resíduos.

Assim os resíduos são separados dos rejeitos e classificados por tipo, permitindo que se possa realizar a reciclagem dos diferentes tipos de materiais.

Após isso, cada tipo de resíduo receberá um tipo diferente de tratamento:

Vidro

O vidro tem etiquetas, rótulos e tampas removidas, deixando o vidro o mais puro o possível para o próximo passo. Então o vidro é separado por cores, transparente, verde e âmbar. Após isso o vidro é triturado até atingir a granulometria ideal para o seu reaproveitamento. Então este material triturado pode ser derretido e utilizado para produzir novos artigos de vidro.

Uma grande vantagem da reciclagem do vidro é que ele pode ser completamente reaproveitado, no caso, 10 kg de vidro triturado vai produzir 10 kg de novos artigos de vidro.

Veja um artigo completo sobre o assunto em: http://www.lippel.com.br/br/noticias/os-beneficios-economicos-e-ambientais-da-reciclagem-do-vidro-633.html

Metal

O metal é outro material que pode ser 100% reciclado e reutilizado. Hoje em dia se produz uma grande quantia de lixo metálico como latinhas de sucos, refrigerantes e alimentos, eletrônicos danificados, eletrodomésticos, restos de produção em fábricas e outros.

Primeiramente o lixo metálico é separado por tipo e características como metais ferrosos, cobre, alumínio, bronze, etc. e então pode ser triturado e fundido diretamente, ou mesmo pode-se produzir briquetes para fundição em maior escala.

Plásticos

Provenientes do grande volume de embalagens pode ser triturado, transformando o plástico em matéria prima novamente, podendo ser utilizado para a produção de novos artigos de plástico ou mesmo na queima energética, aproveitando o poder calorífico do plástico.

Madeira

A madeira tem impurezas removidas, como pedras e metais, e então a madeira proveniente de restos de construção, paletes e outros pode ser triturado produzindo cavacos de madeira, material com um valor calorífico muito maior que a lenha comum. Pode então ser utilizado na queima energética em caldeiras e fornalhas.

Espuma

Pode ser triturada para atingir menor granulometria para ser utilizada para servir de enchimento para diversas aplicações, ou mesmo pode ser utilizada na produção de resina de poliuretano, podendo ser utilizada na aplicação em pisos e concreto.

Papel

Proveniente de jornais, cadernos, documentos em empresas, embalagens e outros pode ser fragmentado para a produção de papel reciclado.

A reciclagem do papel é de extrema importância para o meio ambiente, uma vez que é necessário para a sua fabricação o uso de árvores. Assim, com a reciclagem é possível reduzir o corte de árvores para a produção de papel, beneficiando o meio ambiente e consequentemente a população.

Podas

Proveniente de áreas urbanas e rurais, pode ser completamente reaproveitada como cobertura do solo ou por meio da compostagem. Primeiramente os resíduos orgânicos são triturados por meio de um triturador de galhos, que pode realizar esta operação diretamente no local da poda, reduzindo o volume do material em até 80%, sendo necessário apenas um veículo de transporte de resíduos triturados onde seriam necessários 8 veículos para o transporte do material bruto.

Após isso o material produzido pode ser aplicado na compostagem orgânica, produzindo um rico adubo orgânico para o solo, gerando uma grande economia por reduzir ou mesmo eliminar a necessidade da compra de fertilizantes artificiais.

Veja um artigo completo sobre o assunto em: http://www.lippel.com.br/br/noticias/as-melhores-praticas-para-a-gestao-de-residuos-organicos-verdes-para-fugir-das-multas-ambientais-e-criar-economia-618.html

Mas quais são os equipamentos necessários para a reciclagem?

Primeiramente é necessária uma usina de triagem de resíduos, para que possam ser categorizados por tipo e então encaminhados para um triturador de resíduos, onde deve-se utilizar um triturador adequado para os diversos tipos de materiais. Então o material resultante pode ser encaminhado para o seu beneficiamento.

Quais as vantagens da reciclagem?

A reciclagem permite o reaproveitamento de resíduos sólidos em diversos setores como industrial e urbano, reduzindo o volume de lixo depositado em aterros sanitários, promovendo uma melhora significativa a saúde do meio ambiente, consequentemente melhorando a qualidade de vida de toda a população.

Conclusão

A reciclagem, além de uma necessidade, é um ato de cidadania. Todos devemos nos conscientizar de que apenas com a participação de toda a sociedade é que movimentos a favor do uso racional de energia e de matéria podem se tornar realidade, melhorando assim as condições de vida em nosso planeta.


Compartilhar