Manejo de Árvores

Manejo de árvores são técnicas de plantio desenvolvido como poda e corte de árvores. Essas técnicas tem o objetivo de proporcionar um desenvolvimento sustentável, podendo ser dividido em dois tipos de manejo: o manejo florestal, e o manejo urbano.

Manejo florestal: tem como principal objetivo aumentar a produtividade de árvores ou a qualidade da madeira com o aparo em áreas de plantio florestal. Tem a função de alcançar toras com diâmetro elevado, onde tem um maior aproveitamento em serrarias. Para obter esse propósito, é preciso remover árvores mal formadas, tortas, bifurcadas e doentes, como também, manter um espaçamento uniforme entre elas, prevenindo a formação de clareiras e o crescimento de plantas invasoras como a poda de galhos para evitar nó madeira, como melhorar o desenvolvimento das árvores. Este sistema de desbaste se aplica quando se tem um plantio homogêneo, ou quando o material genético é selecionado.

O desbaste é usado também na silvicultura, com a finalidade de produzir toras de 35 a 45cm de diâmetro de rotação no período de 15 à 18 anos, sendo uma madeira mais instável, podendo modificar o objetivo para o mercado, o ponto negativo é que essa madeira jovem possui uma qualidade mais inferior. Os picadores florestais podem ser usados para picar galhos e troncos do desbaste que podem ser aproveitados. Pois produzem cavacos uniformes, sendo feitos para a geração da energia com a queima da biomassa. Também é utilizado para a cobertura de solo na agricultura.

Para o ramo florestal, oferecemos vários picadores, que atendem inúmeras necessidades deste ramo, que tem como principal característica a robustez sendo aliada com a alta produção.

Manejo da Arborização Urbana: as funções englobadas no manejo da arborização urbana é o corte de árvores, poda, e replantio em outro local, que são por necessidades tanto estéticas, quanto de segurança. Como o manejo de árvores urbanas gera um grande volume de galhos, árvores e matéria orgânica em geral, que precisam ser removidos do local e dar uma finalidade correta para esse material, todo esse processo acaba se tornando caro.

A trituração de galhos é uma excelente solução para o problema, pois isso tem levado a necessidade de novos meios de tratar os resíduos da poda, sendo assim a trituração tem diversos benefícios, tendo como exemplo a redução do volume dos resíduos da poda, onde o mesmo material pode ser aplicado no local como cobertura de solo, a economia no transporte por causa da redução do volume, e pode ser usado para fabricação de compostagem também.


Produtos Relacionados